Outubro 27 2008
Não sou uma acérrima crente na astrologia, mas por curiosidade, leio de vez em quando... E não é que me sinto tal e qual?! "Sempre que o arcano XVIII surge como significante central de uma questão afetiva, somos levados a nos questionar a respeito das ilusões e fantasias que criamos em torno de nós mesmos e que nos impedem de viver o amor de uma maneira adulta, madura e real. Note que A Lua não emite um brilho que dela deriva, trata-se do pálido reflexo da luz solar. Neste momento, segundo o Tarot, sua alma se encontra num estado de forte confusão e é preciso analisar racionalmente as próprias motivações emocionais, as expectativas pessoais, a fim de evitar o sofrimento futuro decorrente da dificuldade em aceitar as verdades. Sabemos que, mais do que do nosso consciente, somos vítimas de nossas pulsões inconscientes. Não adianta muito a nossa boca dizer “isso”, quando o mais profundo da nossa alma determina “aquilo”. Trata-se, portanto, de um arcano de espera. Não adianta muito agir ou forçar a barra nas atuais condições, pois há uma parte de sua própria alma que lhe sabota e bloqueia. Neste momento, o mais recomendável é fazer uma profunda investigação interior, questionar seus motivos, travar contato com os aspectos sabotadores da própria alma e tomar muito cuidado com a própria tendência à auto-ilusão."
publicado por contrariadora às 17:13

Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
29
30
31


links
pesquisar
 
blogs SAPO