Maio 23 2010
publicado por contrariadora às 15:39

Maio 16 2010
"(...) Entre os remédios habituais contra a nossa própria miséria, há o amor. Porque aquele que é absolutamente amado não pode ser miserável. Todas as fraquezas são resgatadas pelo olhar mágico do amor, em que até a natação desajeitada, com a cabeça erguida acima da superfície da água, se pode tornar encantadora. (...)" Milan Kundera - O livro do riso e do esquecimento
publicado por contrariadora às 12:56

Abril 03 2010
publicado por contrariadora às 23:22

Março 27 2010
publicado por contrariadora às 23:35

Março 21 2010

 

Não tenho palavras para expressar o que sinto...

Só sei que estou a precisar de uma bóia...

Tenho andado submersa e à espera da atitude de alguém para quem era preciosa e agora não sou nada... Isso é que me custa, ter acreditado nos bons princípios de uma pessoa a quem aos olhos dos outros é um exemplo de educação e de boas maneiras...

Estou farta de hipocrisia...

Não consigo acreditar que vivesse numa fortaleza vazia de sentimentos, incapaz e inapto de se pôr no lugar dos outros...Que desilusão...

Quero voltar à superifície e feliz por respirar ar puro!

Quero renascer...

publicado por contrariadora às 21:19

Março 13 2010

[pensando.jpg]

 

Pelos "silêncios e pelas ambiguidades" dos últimos meses, despeço-me de tudo de ti...

Obrigado pelos momentos de partilha de outrora, pela música, pela literatura, pelas palavras inspiradoras e profundas, pelas camélias e rosas, pelos poemas escritos e gravados,...

Eu só quero ser feliz.... sim, muito feliz...

publicado por contrariadora às 11:32

Fevereiro 16 2010

Not so empty... and trying to reconnect myself alone...

I just want serenity in my life...

publicado por contrariadora às 22:29

Janeiro 15 2010

"... Também amar é bom: porque é difícil. O amor de uma pessoa por outra: é talvez essa a maior dificuldade que conhecemos, o extremo, a última prova  e teste, o trabalho que td os outros preparam. É por isso que a juventude, que é principiante em tudo, não pode ainda amar: tem de aprender primeiro...

Mas o tempo de aprendizagem é sp longo e fechado, e por isso para quem ama o amor é solidão por mt tempo, pela vida fora, é um isolamento que ascende e se aprofunda.

Amar não tem de início nada que ver com abrir-se, entregar-se e unir-se a uma outra pessoa, é antes uma ocasião sublime concedida ao indivíduo para que ele possa amadurecer, tornar-se qer coisa dentro de si, tornar-se mundo para si em nome de um outro..."

 

Cansada da deriva...

 

 

publicado por contrariadora às 23:39

Janeiro 01 2010

 

 

"Concedei-me Senhor, Serenidade para aceitar as coisas que não posso modificar; Coragem para modificar as que posso; E Sabedoria para distinguir umas das outras. Hoje e sempre.”
 

publicado por contrariadora às 17:57

Dezembro 27 2009
publicado por contrariadora às 21:05

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO